Animais começam a chegar para 2ª Pré-Seleção de Touros

Girolando | 11 de fevereiro de 2014

Com a expectativa de novo crescimento nas vendas de doses de sêmen da raça Girolando, os produtores de touros trabalham para ampliar em 2014 a oferta de animais com avaliação genética positiva

Este ano, a Associação Brasileira dos Criadores de Girolando teve de ampliar em 66,7% o número de animais participantes da segunda edição da Pré-Seleção de Touros para suprir a grande procura por uma vaga na prova. Devem participar 100 reprodutores pertencentes a fazendas de Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiás, Mato Grosso do Sul e Bahia.

Esta semana começaram a chegar os primeiros animais inscritos para a prova, que acontece no Centro de Performance Girolando, em Uberaba (MG). Eles ficarão até junho no local para serem avaliados em relação à fertilidade e temperamento. Apenas aqueles com melhor desempenho poderão seguir para o Teste de Progênie, prova zootécnica que avalia se o reprodutor consegue transmitir à progênie a capacidade de produzir leite em grande quantidade e com qualidade. O resultado será divulgado em julho, durante a MEGALEITE 2014.

No dia 19 de fevereiro, ocorrerá um teste para avaliar a influência do temperamento no desempenho reprodutivo dos bovinos. A pesquisa será conduzida pelo Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal (GRUPO ETCO) da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias da UNESP Jaboticabal, sob a coordenação do professor Mateus Paranhos. Entre as medições que serão realizadas, estão o nível de estresse no momento da coleta de sêmen e o comportamento dos reprodutores.

Em março, os técnicos da Girolando farão as primeiras avaliações de fertilidade. Na parte reprodutiva, será verificada a capacidade de congelamento e descongelamento do sêmen, a quantidade de espermatozoide produzido e se algum apresenta defeito. Na parte de sanidade, será testado se o animal tem alguma doença reprodutiva. Além disso, serão observados: libido, desempenho do ganho médio diário, temperamento, aptidão reprodutiva, termotolerância. Todos passarão por exames andrológicos e mensuração de Perímetro Escrotal, que serão conduzidos pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig). A entidade também ficará a cargo do manejo da pastagem da área onde os touros estão alojados. As avaliações genéticas dos dados coletados ficarão a cargo da Embrapa Gado de Leite.

Fonte: Associação Brasileira de Criadores de Girolando

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!