Boi gordo tem valorização em Mato Grosso

Confinamento | 12 de setembro de 2012

Oferta e demanda

Mesmo com a reação dos preços da arroba do boi gordo em Mato Grosso, principalmente, na última semana, o movimento mais tardio da recuperação da cotação na comparação com a média do Estado de São Paulo, fez com que gerasse uma ampliação do spread entre as duas praças no último mês.

O diferencial entre os dois preços, que no início do mês estava na faixa de -8%, com a maior valorização observada em São Paulo o indicador chegou a atingir -12% ao final do mês de agosto, com a arroba em Mato Grosso caminhando para os R$ 85,00 e em São Paulo para R$ 96,00. No entanto, a maior dificuldade nas compras dos frigoríficos paulistas a partir do final da semana passada também passou a ser encontrada pelos frigoríficos mato-grossenses a partir desta semana.

Preços da semana

O preço da arroba do boi gordo fechou a semana cotada a R$ 83,28, valorizando seu preço em 1,39% em comparação a semana passada quando era cotada a R$ 82,14. Variação positiva também observada na arroba da vaca gorda, com a média de R$ 74,26.

Noroeste: com média semanal de R$ 82,88 na arroba do boi gordo à vista, os preços variaram positivamente em 1,49% representando um incremento de R$ 1,21.

Norte: com a menor alteração de preço dentre as regiões, 1,08%, a arroba foi cotada a R$ 83,97 para essa semana. Uma alteração positiva de R$ 0,90 no preço da arroba.

Nordeste: com uma alta de 1,44% durante a semana, a arroba do boi gordo desta região obteve um preço médio de R$ 81,61 em relação aos preços da semana passada.

Médio-Norte: com uma diferença positiva de R$1,18 nos preços da última semana, a média obtida na arroba foi de R$ 83,65. Isso representa uma oscilação de 1,44% no preço.

Oeste: nesta porção do Estado, a arroba atingiu um preço na arroba do boi gordo de R$ 83,45, valorizando seu preço positivamente em 1,56% em comparação aos preços médios da semana passada, quando a arroba era cotada a R$ 82,17.

Centro-Sul: com a maior alteração dentre as regiões analisadas pelo Instituto, a região Centro-Sul obteve uma alta de 1,66% registrando assim uma média semanal de R$ 84,38 no preço da arroba do boi gordo à vista. Isso também mostra um incremento de R$ 1,38 no preço médio.

Sudeste: com preços variando de R$ 81,31 até R$ 84,94, a média da semana da arroba do boi gordo à vista da região sudeste ficou cotada a R$ 83,50, uma variação de 1,19% em relação ao fechamento da semana anterior e representando um incremento no preço médio de R$ 0,98.

Reposição

Com o mercado menos aquecido para o boi magro neste ano, a cotação do animal não se manteve de maneira firme como observado no final do ano passado. A demanda mais fraca em razão da pressão de baixa pela qual passou o boi gordo favoreceu o movimento. No entanto, com a reação do preço pago pelos frigoríficos pelo boi gordo, a expectativa é de uma melhora já no curto prazo na cotação do boi magro.

Com a reação dos preços deste mês de setembro, a desvalorização da arroba do boi gordo nos últimos 12 meses, que chegou a atingir a marca de 10,4% na média do mês de março, recuou no presente mês e está em 3,1%, enquanto isso, a mesma variação para o boi magro, que estava com preço 2,6% inferior em março, chegou neste mês a uma média 4,4% menor.

 

Fonte: IMEA, adaptada pela Equipe BeefPoint

Revisada por Ass. Imprensa Real H

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Institucional Real H 2024 (Completo)

    Entrevista Nair Furrer Matos

    Produtores de Leite das Alagoas Visitam Grupo ACP Filhos e Netos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!