Bovino de Leite

Pecuária de Leite | 12 de abril de 2016

O mundo todo possui o hábito de beber leite de vaca. O leite possui diversas vitaminas e pode ser consumido por pessoas de todas as idades, especialmente crianças que necessitam dos sais minerais e do cálcio presente no líquido para um crescimento saudável e natural. As espécies de vaca que produzem leite são chamadas de bovino de leite, criadas em fazendas de produção específica do produto.

Características do bovino de leite

Entre as espécies mais conhecidas estão a Holandesa, caracterizada pela pelagem malhada e pela grande produção de leite, sendo a maior entre todas as espécies. As raças Jersey e Guernsey possuem um tamanho menor e produzem um leite mais gordo. No Brasil, há a predominância das vacas Gir Leiteiro. Com origem indiana, essa espécie suporta as altas temperaturas do país e tem características físicas parecidas com o gado Zebu, como o cupim e orelhas grandes. O leite produzido por essa espécie costuma ser mais gordo, ideal para a produção de queijos e derivados.

O bovino de leite ingere cerca de 7 quilos de ração e 30 quilos de capim diários, além dos até 100 litros de água, especialmente em dias quentes. Com essa alimentação, as vacas podem produzir até 50 litros de leite por dia. No entanto, este dado é uma variável e há dias em que as vacas produzem até menos de 10 litros de leite.

Criação do bovino de leite

A alimentação adequada do bovino de leite é o principal fator para o aumento de produtividade e uma produção de qualidade. Os gastos com a alimentação podem chegar a 70% do utilizado para a fazenda produtora se manter. É importante ressaltar que os animais requerem uma alimentação com uma carga proteica, vitamínica e calórica adequada com a sua idade. Portanto, não se trata apenas de quantidade. Animais como bezerros e novilhas terão uma alimentação diferente de vacas em lactação e touros, por exemplo.
A preocupação com métodos que sejam sustentáveis na produção de leite também está presente na comunidade internacional. Portanto, é necessário estar atento as normas sanitárias e ambientais para otimizar a produção e aumentar a possibilidade de exportação do produto.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Institucional Real H 2024 (Completo)

    Entrevista Nair Furrer Matos

    Produtores de Leite das Alagoas Visitam Grupo ACP Filhos e Netos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!