Como a homeopatia reduz a morte embrionária em bovinos

Sem categoria | 11 de novembro de 2016

Quando falamos de reprodução de bovinos, os pecuaristas podem encarar alguns problemas que afetam seus lucros. Entre esses problemas, estão a dificuldade de fixação embrionária, o atraso do retorno ao cio e retenção de placenta.

A mortalidade embrionária em bovinos é um problema de grande importância em todos os sistemas de criação. Mesmo onde não ocorre em grandes proporções, é uma condição que carece de monitoramento constante, tal a possibilidade de perdas decorrentes de elevação na sua ocorrência. Entretanto, a Homeopatia Veterinária tem sido uma ferramenta eficaz como método preventivo e curativo destes e outros casos.

Quando ocorre morte embrionária nas fases iniciais da gestação costuma-se referir ao processo que se segue como “reabsorção embrionária”. Este termo é sempre utilizado quando a fêmea retorna ao estro e não se detectou qualquer sinal de perda, como corrimentos irregulares ou se localizou a presença do concepto expelido.

O monitoramento das perdas embrionárias pode ser realizado quando se executa o diagnóstico precoce da gestação (25-35 dias). Este procedimento pode ser realizado facilmente com o auxílio de um equipamento de ultrassonografia. Além de se determinar precocemente quais as fêmeas não estão gestantes, e se preconizar o tratamento adequado para as mesmas possam rapidamente conceber, a diferença entre o diagnóstico nesta fase e outro definitivo a partir de 55 – 60 dias, vai indicar a magnitude das perdas embrionárias neste período.

Causas

As causas das perdas embrionárias nos bovinos são variadas. Embora quando ocorram, geralmente se suspeite de algum agente infeccioso, as causas deste tipo correspondem a cerca de 25 30% do total de mortes embrionárias.

Pode-se dividir as causas de mortes embrionárias em três grandes grupos: as causas ambientais, as infecciosas e as relacionadas a fatores endocrinológicos ou genéticos.

Homeopatia em mortes embrionárias

A Homeopatia é uma grande aliada no tratamento deste desafio. Sua ação faz com que ocorra estímulo na fisiologia hormonal da fêmea, neste caso o estímulo se dá na produção de progesterona, hormônio responsável pela manutenção da gestação. Indicado nos primeiro terço da gestação, onde a progesterona se faz presente via corpo lúteo, a partir dai a proteção embrionária ocorre via placenta.

O Embrioplus é indicado para reduzir a incidência de morte embrionária no primeiro terço da gestação de vacas, búfalas, éguas, jumentas, cabras e ovelhas. Pode ser utilizado para prevenir esta patologia em diferentes técnicas de reprodução – IA (Inseminação artificial); IATF (Inseminação artificial em tempo fixo) e TE (transferência de embriões).

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Institucional Real H 2024 (Completo)

    Entrevista Nair Furrer Matos

    Produtores de Leite das Alagoas Visitam Grupo ACP Filhos e Netos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!