Confinamentos dobrarão no Brasil

Confinamento | 24 de outubro de 2014

Essa é a expectativa do Rabobank, banco holandês e um dos maiores financiadores privados do agronegócio. Conhecido por sua pecuária obsoleta baseada na criação extensiva do gado bovino, com os animais soltos no pasto, o Brasil está pronto para fazer o sistema intensivo de engorda – conhecido como confinamento -“decolar”, avalia o banco, em seu último relatório. Pelas projeções do Rabobank, a participação da carne bovina oriunda de gado criado nos confinamentos passará do atual patamar de 10% para 20% dentro de 5 a 7 anos.

Com a criação de bovinos em confinamento, o peso médio do animal abatido é não só mais alto como a idade de abate é menor, elevando a produtividade. Para elevar a criação de gado em confinamento, a pecuária brasileira terá de investir entre US$ 250 milhões e US$ 500 milhões nos próximos anos. E mais: com uma capacidade estática de 4,5 milhões de cabeças de gado, os confinamentos poderiam engordar 9 milhões de bovinos por ano.

Informações de Lauro Sergio Moreno – Campo Grande News

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!