Controle das mastites com o auxílio da Homeopatia

Girolando | 24 de fevereiro de 2015

Os pecuaristas leiteiros sabem que o maior problema que se enfrenta na produção de leite é o do controle das mastites. De tanto serem usados tratamentos locais através de bisnagas de teto as bactérias foram adquirindo resistência e, muitas vezes, os produtos são ineficazes.

Então como é que os casos podem ser tratados? A Pergunta é essa:

Como é que a Homeopatia vai fazer para quebrar a resistência destas bactérias? A Homeopatia não age na bactéria ela age no organismo. Ela vai naturalmente, sem prejudicar o fígado dos animais, sem deixar resíduos, estimular as defesas naturais que todos os organismos possuem. E estas defesas naturais é que vão fortalecer o úbere e vão eliminar as bactérias.

E qual é a vantagem do uso destes produtos seja como preventivo seja como curativo? Não há possibilidade de encontrar resíduo no animal porque, a Homeopatia trabalha com medicamentos altamente diluídos e com isso não há presença da substância, trata-se de energia eletromagnética que o medicamento adquire no processo de preparação. Este é o principio de ação da Homeopatia. (Saiba mais sobre a Homeopatia aqui)

Os produtores de leite sabem que de acordo com as regras, ele não pode vender leite que tenha sido tratado quimicamente, mesmo que seja um único teto de uma vaca, um único quarto de úbere que ele tratou com antibiótico, ele não pode vender o leite sem respeitar o período de carência.  Com a Homeopatia a carência é zero.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Por que as estradas da Real H são verdes?

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!