DESAFIO COM MOSCA-DOS-ESTÁBULOS

Confinamento | Pecuária de Corte | Pecuária de Leite | 26 de novembro de 2019

A mosca dos estábulos (Stomoxys calcitrans) é um problema comum em todas as regiões do país, este parasita se alimenta de sangue de vários animais, principalmente de bovinos e equinos, eventualmente pode picar até mesmo o homem.

A infestação pela mosca-dos-estábulos causa muitos transtornos para os animais, a picada dela é muito dolorosa, os animais deixam de se alimentar, passando a maior parte do dia tentando se esconder do parasita. Com isso ocorre queda na produção, que gira em torno 10 a 30% para bovinos de corte e podem chegar até a 50% para bovinos de leite. Estima-se que os prejuízos causados por esta mosca no Brasil podem atingir 350 milhões de dólares anualmente (EMBRAPA, 2015).

A mosca-dos-estábulos recebe este nome, pois as larvas se desenvolvem em resíduos de alimentos e dejetos de animais acumulados, o que normalmente ocorre próximo de cochos e ao redor de currais. Mais recentemente, boa parte destes surtos são relacionados com a usinas de cana de açúcar, pois há sempre um grande volume de resíduo orgânico, favorecendo o desenvolvimento das larvas.

Medidas preventivas como limpeza frequente de currais e cochos devem ser feitas para evitar a proliferação do parasita e para as usinas, uma recomendação é a queima da palhada após a colheita bem como o manejo adequado do vinhoto.

Porém nem sempre é possível eliminar os focos da mosca, além disso, a mosca tem grande capacidade de deslocamento, podem voar cerca de 1.000 a 3.000 m em 24 horas. Outra dificuldade no controle é a resistência parasitária, O uso indiscriminado de inseticidas tem provocado a resistência desse parasito, além de causar o desequilíbrio ambiental, ao eliminar possíveis predadores, desta forma o uso de inseticidas comerciais gera poucos resultados e a longo prazo se tornam inviáveis.

Diante do grande desafio que a mosca-dos-estábulos se tornou para a pecuária a Real H desenvolveu o produto SACSOM, que é um complexo homeopático indicado para prevenção e controle de infestações médias e intensas de moscas hematófagas, tais como a mosca-dos-estábulos e a mosca-do-chifre.

Esse produto, que não é um mosquicida, atua estimulando  as defesas do organismo dos animais, deixando-os menos sensíveis ao ataque das moscas, desta forma é possível observar animais mais calmos e se alimentando normalmente, mesmo na presença de moscas.

A administração do produto é feita via suplementação, facilitando assim o manejo, reduzindo o estresse e a mão-de-obra com a aplicação de medicamentos. Outra vantagem do uso do SACSOM é a ausência de resíduo, seja na carne ou no leite, não é necessário período de carência para o abate dos animais ou consumo do leite. O produto pode ser utilizado estrategicamente ou o ano todo, pois  não há  risco de gerar resistência por parte das moscas.

(Foto: Arquivo de Internet)

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!