Dia Mundial do Leite reforça os benefícios do produto para a saúde

Girolando | 27 de maio de 2013

Mato Grosso do Sul é conhecido, entre outros fatores, pelo grande número de animais de corte e alta produção de carne. Mas o cenário pode mudar nos próximos anos, pois investimentos no setor leiteiro têm feito o estado caminhar para se tornar um polo de produção leiteira.

Em 2001, a Organização das nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) e a própria ONU, propuseram um dia para celebrar os atributos do leite, e desde então, o “Dia Mundial do Leite” é festejado em diversos países em 1 de junho. A data foi uma forma encontrada para estimular o consumo e divulgar os benefícios do produto, e são ressaltados o prazer de consumir o leite e seus derivados, e a saúde que ele oferece.

No Brasil, a Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Leite trabalha na elaboração de um projeto para promover ações de mobilização e conscientização da população para a importância do consumo do leite e de seus derivados para a saúde. A proposta prevê iniciativas promocionais para a comercialização do leite e derivados, com o objetivo de aumentar o consumo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o consumo de leite no Brasil fica na média de 172 litros pessoa/ano, bem abaixo do indicado, que é de 250 litros pessoa/ano.

Entre as ações elaboradas pela Câmara Setorial do Leite estão o “Leite da Manhã” para vereadores e deputados, que acontece nesta terça-feira (28) na Câmara Municipal de Campo Grande, e na quarta-feira (29), na Assembleia Legislativa de MS, também na capital. Produtores levarão produtos derivados do leite para a degustação nesses locais, e querem chamar a atenção e pedir o apoio dos políticos para a evolução da cadeia produtiva.

Este é um bom momento para divulgar a importância do leite no cenário econômico e social do Brasil. Na câmara e na assembleia, o “Dia Mundial do Leite” será comemorado de forma antecipada, e a Real H estará presente, sempre ao lado do produtor, para apoiar e incentivar o desenvolvimento da pecuária nacional.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Por que as estradas da Real H são verdes?

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!