Eficiência na Criação de Bezerras – PARTE IV

Girolando | 31 de março de 2016

mais-bezerrosEspecial atenção deve ser dada ao colostro, secreção viscosa da glândula mamária produzida imediatamente após o parto por três a seis dias. O efeito de proteção imunológica do colostro é fundamental devido concentração elevada de imunoglobulinas. Estes anticorpos, proteínas de alto peso molecular, fazem parte de um complexo sistema de defesa e visam combater agentes infecciosos de natureza variada, sendo absorvíveis pelas células do intestino, de forma completa, apenas nas primeiras horas após o nascimento.

Os teores estimados de imunoglobulinas no colostro são de 32,4 mg/mL no momento do parto, 25,4 mg/mL doze horas após e 15,4 mg/mL após vinte e quatro horas. Assim, é questionável se o colostro, obtido a partir da 3ª ordenha, teria anticorpos suficientes para garantir uma boa imunização. Esse fato, aliado ao fato que, após as primeiras 12 horas de vida, a capacidade de absorção intestinal de anticorpos vai progressivamente se reduzindo, reforça a importância em garantir a ingestão do colostro mais rapidamente após o nascimento.

A quantidade de leite (sucedâneos), a temperatura com que será fornecida deverá ser rigorosamente avaliada, pois da qualidade destes nutrientes dependerá todo desenvolvimento do animal.

PROTOCOLO SUGERIDO:

Top Vita: – 30g/cab/dia (fase de aleitamento ate os 12 meses). 15g/cab/dia na fase de recria.

Para desafios consulte o Departamento Técnico da Real H no (67)3028-9000.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Caso de Sucesso Fazenda Tabatinga

    Visite o Estande da Real H na Expogrande 2024

    9 de abril de 2024

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!