Entenda o Ciclo das Águas no Pantanal

Negócios | 22 de junho de 2017

No Pantanal são as águas que regem os ritmos e exibem toda a sua força. Como um imenso pulmão o Pantanal inspira e expira no intervalo de um ano. É graças ao Ciclo das Águas que os campos são abastecidos com os nutrientes indispensáveis para a manutenção do ecossistema. São essas águas que carregam as riquezas do local e servem de caminho para pessoas, animais e até mercadorias.

O Pantanal é uma imensa planície cercada por morros em todos os lados. Em novembro, com o inicio do trimestre chuvoso nas regiões altas o nível das águas dos rios sobe e um volume maior começa a correr em direção a planície. O grande volume de água formado pelas chuvas nas cabeceiras corre pelos rios que desaguam no Rio Paraguai, essas águas começam a se espalhar lentamente, como se estivessem em um “prato raso”. Em maio as chuvas param e é quando as águas baixam.

Geografia

Entre as causas da inundação da grande planície, três fatores podem ser destacados. Relevo: Na parte sul da bacia hidrográfica existem dois morros que contribuem para o represamento da planície pantaneira. As águas que chegam do norte alguns meses depois são alimentadas pelas chuvas que caem também pelo pantanal. Na parte Sul, a passagem estreita entre os morros dificulta o escoamento das águas.

IMG_9393'

O transbordamento de rios da região, como o Rio Aquidauana, também impedem que água escoe, assim as águas do Rio Paraguai começam a se acumular. A geografia plana, com pouco desnível, também contribui para que essas água represadas se espalhem ao longo de quilômetros por um período de aproximadamente seis meses. Dois terços do Pantanal ficam cobertos no período da cheia.

Animais

Os animais também acompanham o Ciclo das Águas, para alguns a seca traz uma grande quantidade de alimentos, para outros, a maior oferta acontece nas cheias. É o ciclo destas águas que abastecem os campos com os nutrientes indispensáveis para a manutenção do ecossistema.

Pecuária

Para muitos produtores rurais a época de cheia é sinônimo de  desafios nas propriedade, isso porque, a umidade e calor intenso favorecem a sobrevivência de carrapatos. A umidade excessiva pode danificar também os cascos, pois causa o amolecimento deixando-os frágeis e vulneráveis a traumas.

Entender o caminho das águas e a importância desse ciclo hidrológico para a existência do pantanal é fundamental para promover ações e  adaptar as atividades econômicas para se tornarem cada vez mais sustentáveis.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Institucional Real H 2024 (Completo)

    Entrevista Nair Furrer Matos

    Produtores de Leite das Alagoas Visitam Grupo ACP Filhos e Netos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!