Figotonus:a saúde do fígado é fundamental para o desempenho do organismo

Girolando | 25 de maio de 2015

mockup_saude_2012_figotonusO Fígado é um dos primeiros órgãos a sofrer nos casos de doenças metabólicas e nas toxicoses, bastante frequentes na pecuária de leite moderna.

O fígado é a maior glândula dos bovinos (representa cerca de 2% do PV) e é o principal responsável pela saúde em geral e pela produção animal. O fluxo sanguíneo via sistema porta, transporta todos os nutrientes frutos da fermentação ruminal e dos processos digestivos que ocorrem no abomaso e intestinos para o fígado. A complexidade e importância das funções hepáticas são muito significativas, por exemplo, sabe-se que pelo fígado de vacas leiteiras de alta produção, passa por hora, aproximadamente 2.000 litros de sangue, que são filtrados.

O filtro (fígado) retém compostos nocivos (toxinas), sequestrando, processando e eliminando-os, e concomitante o fígado elabora novos produtos e fatores e libera-os para seguirem com o sangue para os locais de sua utilização.

O Figotonus também tem ação geral. Seu foco é o Fígado e a importância que este desempenha para a economia animal lhe dá esta amplitude de ação. A saúde do fígado é fundamental para o desempenho do organismo. Sob sua ação as funções hepáticas são estimuladas, reguladas e dependendo da gravidade da situação, podem ser recuperadas mais prontamente. Os medicamentos que compõe este produto têm tropismo hepático e é fruto de experimentações científicas com grande equivalência de semelhança.

A indicação do produto deve ocorrer sempre que houver risco ou sobrecarga hepática como se verifica em determinadas fases da vida animal, como na desmama, nos casos de intoxicação medicamentosa (uso em excesso de vermífugos, hormônios etc…), nas intoxicações tipo fotossensibilizantes como Requeima dos bovinos e a Big Head em ovinos, dietas desafiadoras em gado leiteiro, fase de transição etc… Frequentemente o Figotonus é um Produto parceiro, pois, via de regra, o Fígado é um dos primeiros órgãos a sofrer nos casos de doenças metabólicas e nas toxicoses, bastante frequentes na pecuária de leite moderna.

Sua utilização constante, em escala preventiva, proporciona melhora do funcionamento deste órgão, bem como a eliminação preventiva de toxinas do organismo.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Caso de Sucesso Fazenda Tabatinga

    Visite o Estande da Real H na Expogrande 2024

    9 de abril de 2024

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!