IBGE: Aquisição de leite inspecionado em 2013 tem aumento de 5,4% em relação a 2012

Girolando | 2 de abril de 2014

Segundo a Pesquisa Trimestral do Leite realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quinta-feira (27), a aquisição de leite inspecionado no ano de 2013 foi de 23,55 bilhões de litros, o que representa um aumento de 5,4% em relação a 2012.

A quantidade de leite adquirido no quarto trimestre foi de 6,54 bilhões de litros, o que representou um aumento de 12,65% sobre o mesmo período de 2012 e de 9,1% sobre o 3º trimestre de 2013. Dezembro foi o mês com maior captação de todo o ano, com cerca de 9,5% do total captado, fechando com 2,2 bilhões de litros em volume.

Na comparação mês a mês ao longo do ano, constata-se que outubro foi o mês em que houve maior diferença com relação à captação de 2012 (acréscimo de 14,77%), seguido por novembro e setembro, com aumentos de 14,04% e 13,03%, respectivamente. No total geral, o quarto semestre apresentou a maior diferença sobre o ano anterior. Além disso, a partir de outubro, a captação já era superior aos meses de dezembro e janeiro de 2012, quando normalmente ocorrem os picos de produção.

No 4º trimestre de 2013, grande parte da aquisição do produto ocorreu no Sudeste do país (40,54%), seguido pelo Sul, com participação de 35,05%. As regiões Norte e Nordeste participaram com percentuais próximos de 5,0% cada uma delas.

Quantos aos Estados, Minas Gerais apresentou alta de 18% na comparação com o 4º trimestre de 2012, sendo responsável por 26,59% do total captado, representando ligeiro aumento de participação quando comparado ao trimestre anterior.

Ainda, Minas Gerais foi o estado com maior captação de leite no Brasil, contribuindo com 26,18% do total. Em segundo lugar posiciona-se o Rio Grande do Sul (14,7%) seguido do Paraná (11,97%), São Paulo (10,75%) e Goiás (10,39%). Juntos, os 5 maiores produtores de leite no Brasil, detém 74% do volume produzido.

Nota: É importante lembrar que os volumes referem-se ao leite inspecionado e processado nos estados, não representando necessariamente a origem do produto e sem levar em consideração a produção informal. (Fonte: MilkPoint com informações do IBGE)

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Por que as estradas da Real H são verdes?

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!