Intenção de confinamento cai 20% em Mato Grosso

Confinamento | 15 de agosto de 2012

O produtor de Mato Grosso fez as contas e tirou o pé do acelerador na tomada de decisão para confinar o gado. Em abril, quando foi feito o primeiro levantamento de intenção de confinamento para 2012, o acréscimo registrado ficou em 14% com relação ao ano passado, com 929.942 mil cabeças, porém, o segundo levantamento realizado em julho o cenário era bem diferente e apontou uma queda de 20,4% com relação ao primeiro, com 740.422 mil animais. A variação na intenção de julho de 2012 com o ano de 2011, quando foram confinados 813.947 mil cabeças, o recuo é de 9%.

As explicações para esta queda vêm de diversos fatores. O preço da arroba do boi gordo registrou uma baixa de 6% de janeiro a julho deste ano e chegou aos patamares de 2010. “Uma informação nada atrativa para o produtor investir no confinamento que é um sistema bem mais oneroso do que criar a pasto”, ponderou o Superintendente da Associação dos Criadores de Mato Grosso – Acrimat – Luciano Vacari. Em contrapartida a variação nos preços do farelo de soja no mesmo período é de 122% superior e o do milho 32%, “uma consequência da seca nos Estados Unidos que atingiu em cheio a produção de grãos”. Somado a isso foi observado que as chuvas se prolongaram até o mês de junho, o que fez com que os produtores engordassem o gado a pasto por mais tempo, tirando a intenção de utilizar o sistema mais ostensivo. “Apesar de o confinamento estar crescendo, ele ainda é utilizado pelo produtor como ferramenta de engorda no período da seca”, analisou o superintendente da Acrimat.

Apesar desse cenário “não deve faltar boi gordo para o abate, já que a oferta continua grande, pela pouco representativa do boi confinado na escala”, prevê Luciano Vacari. Quando a questão é o preço da carne ao consumidor, Vacari é taxativo em afirmar que “não existe motivo para o varejo aumentar o valor da carne, pois além de ter uma margem de lucro que ultrapassa os 140% nos últimos 5 anos, não vai faltar boi para ser abatido”.

São feitos três levantamentos de intenção de confinamento por ano pelo Imea – Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária, através de entrevistas por telefone, com 140 confinadores de gado, produtores e empresários. A próxima pesquisa será realizada no mês de outubro.

 

Fonte: ACRIMAT, adaptada pela Equipe BeefPoint.

Revisada e alterada por Ass. Imprensa Real H

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!