Minas avalia programa para melhorar a qualidade do leite

Girolando | 30 de julho de 2012
Objetivo é oferecer produto com mais condições de processamento

ImagemA proposta de um programa destinado a melhorar a qualidade do leite em Minas Gerais foi apresentada na quinta-feira (26), em Belo Horizonte, pela Câmara Técnica Setorial de Bovinocultura de Leite do Conselho Estadual de Política Agrícola (Cepa), criada pela Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). Na reunião, o secretário Elmiro Nascimento disse que o programa deve levar grandes benefícios à economia do Estado, primeiro no ranking nacional de leite com uma produção da ordem de 8 bilhões de litros por ano.

“As ações incluídas no Programa Mineiro de Melhoria da Qualidade do Leite atendem à evolução de uma atividade tradicional do Estado, espalhada por praticamente todos os municípios”, acrescentou. “Por sua importância, o segmento e o produto devem ser fortalecidos e preservados, principalmente por meio de parcerias”.

Neste caso, os parceiros são instituições como a Emater-MG e IMA (vinculadas à Seapa), Embrapa Gado de Leite, universidades e outros órgãos dos segmentos público e privado. Após aprovação, o programa será desenvolvido com a coordenação do governo de Minas por meio de ações básicas para a melhoria de infraestrutura, educação e outras.

  • Agregação de valor

De acordo com o coordenador da Câmara Técnica de Leite Carlos Eduardo Ferreira, os primeiros efeitos do programa devem ser a agregação de valor ao produto e o aumento de renda para o produtor. Ferreira ressalta que a proposta é começar com a adoção de medidas simples nas fazendas, como a limpeza dos equipamentos e instalações, higiene dos trabalhadores e um melhor tratamento aos animais. “São ações fundamentais para a obtenção de um produto que possa ter melhor aproveitamento na indústria.”

O diretor-executivo do Sindicato das Indústrias de Laticínios de Minas Gerais (Silemg) Celso Cota Moreira também destaca o papel das processadoras como difusoras das boas práticas de produção nas propriedades, tarefa que deve ser compartilhada pelas demais instituições que integram a câmara técnica e participaram da elaboração do programa.

Ele acrescenta que o Programa Mineiro de Melhoria da Qualidade do Leite foi inspirado principalmente nas fazendas da Nova Zelândia, onde as mudanças começaram com a higienização pessoal, dos equipamentos e dos animais.

  • Importância da água

Para o coordenador do grupo que elaborou o Programa Mineiro de Melhoria da Qualidade do Leite, José Rinaldi Brito, “a utilização sustentável da água nas propriedades é providência básica e indispensável”. Está prevista, inclusive, a definição do volume necessário em cada propriedade para o consumo por vaca, para limpeza de equipamentos, instalações e animais, além da geração de outras informações referentes ao uso sustentável deste recurso.

De acordo com Brito, por meio do programa serão criados plantões técnicos, possivelmente na Embrapa Gado de Leite, em Juiz de Fora, para atendimento aos produtores, industriais, técnicos e extensionistas.

Fonte: SEAPA MG

Revisada e resumida por Ass. Imprensa Real H

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Bezerros de Elite Desmamando Até 10Kg Mais Pesados | Casos de Sucesso Fazenda São Vicente

    C. A. R. N. E. Acompanhe como foi a Central de Avaliação de Reprodutores Nelore na Estância IPB

    Apoio ao Esporte!

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!