Mosca-Dos-Estábulos | Guia de Doenças

Guia de Doenças | Pecuária de Corte | Pecuária de Leite | 7 de agosto de 2020

Conhecida como mosca-dos-estábulos, a Stomoxys calcitrans tem causado grandes prejuízos à pecuária. O problema é comum em diversos países do mundo, principalmente em áreas ao redor de estábulos e confinamentos, sendo menos frequente em áreas de pastagens.

Trata-se de uma mosca hematófaga, que causa grande incomodo aos animais. Pois, devido a picada dolorosa dessa mosca, os animais se movimentam constantemente, deixando de se alimentar e gastando muita energia.

Estimativas sugerem que no Brasil as perdas anuais associadas a este inseto girem em torno de US$ 100 milhões de dólares para a bovinocultura (GRISI et al., 2002, citado por KOLLER et al, 2009).

A alta incidência da mosca próxima a currais, cochos e usinas sucro-alcoleiras se dá devido ao ciclo de vida do parasita. A mosca-dos-estábulos efetua a postura dos seus ovos onde há acúmulo de resíduos orgânicos de origem vegetal ou animal (restos de alimentos, silagem verde, cama de aviários, fezes de animais domésticos, etc), em processo de fermentação.

Controle

Para o controle da mosca-dos-estábulos, a primeira medida é eliminar os focos de proliferação, manter estábulos e em volta dos cochos limpos, livres de restos de alimentos, para evitar a proliferação da mosca.

Já nos animais, para reduzir o incomodo, principalmente em regiões onde não é possível remover totalmente o foco, é recomendado o uso do produto Sacsom. Trata-se de um complexo homeopático desenvolvido especificamente para aumentar a resistência dos animais, reduzindo as infestações por moscas e tabanídeos hematófagos em geral

O Sacasom pode ainda ser associado ao Parasit 100, produto também homeopático indicado para auxiliar no controle de carrapatos, moscas e vermes. Com a associação dos produtos em regiões de maior desafio, é possível aumentar ainda mais as defesas do animal promovendo o controle da infestação.

Tanto o Sacsom quanto o Parasit 100 podem ser adicionados a suplementação do animal, via cocho, facilitando o manejo.

As doses variam de acordo com a intensidade da infestação.

O Sacsom e o Parasit 100, são produtos totalmente seguros, sem riscos de intoxicação, efeitos colaterais e ausência total de resíduos na carne ou no leite.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Institucional Real H 2024 (Completo)

    Entrevista Nair Furrer Matos

    Produtores de Leite das Alagoas Visitam Grupo ACP Filhos e Netos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!