MS: Estado é o quarto no ranking em confinamento

Confinamento | 11 de dezembro de 2012

Mato Grosso do Sul ocupa a quarta posição no ranking de bovinos confinados, concentrando 10,19% do total de animais na atividade da pecuária intensiva no Brasil, atualmente, com 3.860.906 milhões de cabeças. Os dados são do Censo Nacional de Confinamento, realizado de março a junho deste ano e divulgado na semana passada pela Assocon (Associação Nacional dos Confinadores).

O estudo apontou evolução do confinamento desde 2010, ano em que foi indicado 63 confinadores com 182.272 animais confinados. No ano passado, foram 88 confinadores com 342.611 animais confinados. Com base nos dados dos dois anos anteriores, a estimativa é que este ano haja um aumento de 12,06%, que deverá ser confirmado no ano que vem.

O gerente executivo da Assocon, Bruno de Jesus Andrade, revelou que a expectativa é de fechar 2012 com 466.416 animais, vivendo em 87 confinadores. “O confinamento é uma etapa da introdução de tecnologia nas fazendas e os pecuaristas vêm intensificando essa área e otimizando a produção”. Entre os fatores que justificam a posição de Mato Grosso do Sul no ranking, Andrade destaca a oferta de gado e a melhora a cada ano na disponibilidade de insumos.

Ainda com base nos dados de 2011 gerados pelo Censo, a região Centro-Oeste (GO, MT e MS) e mais o Estado de São Paulo e Minas Gerais concentram 92% de bovinos confinados. Goiás permanece na primeira posição do ranking concentrando 29,88% dos animais confinados, seguido por Mato Grosso com 26,39% e São Paulo com 16,02%. Comparando a produção de anos anteriores, em 2010, o total de gado confinado no Brasil foi de 2,05 milhões e em 2011, o volume confinado foi de 3,36 milhões.

O primeiro Censo Nacional de Confinamento trabalhado a partir de uma base de cadastros de 1.348 contatos entre pequenos, médios e grandes confinamentos compilou informações nas cinco regiões do Brasil. Foram visitadas 877 propriedades que informaram dados dos últimos três anos. Tendo por base as informações sobre a atividade em 2011, a menor propriedade registrada foi de 22 animais e a maior de 100 mil cabeças, com produção média de 4.054 cabeças, totalizando uma produção de 3.360.906 animais em 829 propriedades que em 2011 afirmaram ter produzido animais, e 48 propriedades não usaram ou não possuíam a planta de confinamento.

Na distribuição estimada da produção de gado confinado em 2011, 8% dos confinamentos (68 propriedades) concentram 52% do total confinado, enquanto que 92% dos confinamentos são responsáveis pelos outros 48%, assim, 612 unidades de engorda foram responsáveis pela produção média de 1.106 animais/propriedade.

 

Fonte: Jornal O Estado MS

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Real H CMR - Ao Vivo Megaleite 2024 13/06

    Bezerros de Elite Desmamando Até 10Kg Mais Pesados | Casos de Sucesso Fazenda São Vicente

    C. A. R. N. E. Acompanhe como foi a Central de Avaliação de Reprodutores Nelore na Estância IPB

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!