O que é Pecuária de Corte

Pecuária de Corte | 12 de abril de 2016

Pecuária de Corte é o nome dado ao ramo da produção bovina que foca no abate, ou seja, nas raças bovinas destinadas à produção de carne, derivados e subprodutos. É apenas um dos ramos do pecuarista e do criador de rebanhos. Os animais destinados a esse fim precisam ser bem desenvolvidos, com um porte robusto, e cuja carne para o consumo deva ocupar, no mínimo, 45% do seu corpo.

Tipos de gado de corte

Existem raças específicas ao corte, pois elas obtiveram um melhoramento genético ao longo do tempo que as permite ser melhores para o consumo de carne. Entre as raças europeias podemos citar as inglesas Aberdeen Angus, Galloway, Hereford, e as francesas Limousine e Charolesa.

No Brasil, são preferivelmente utilizadas para corte as várias raças zebuínas existentes no país. Esses animais, originários da índia, apresentam um nível elevado de qualidade, muito superior às raças europeias. Normalmente, as raças que não são zebuínas apresentam diferenças de acordo com o local de crescimento. Quando estão em campos, sua pele e pelos são mais espessos e menos brilhantes, o que não acontece quando são criadas em estábulos.

Os zebus são diferentes, pois mesmo quando criados em pastos, e quando possuem aparências variáveis, seu pêlo e pele costumam ser mais brilhantes, macios e finos. Entre as raças utilizadas no Brasil estão Gurezá, Canchim, Gir, Indubrasil, Sindi, Tapuã e a mais conhecida, Nelore. O clima tropical contribui para o desenvolvimento do Nelore, e por isso ele é utilizado em 80% da produção nacional.

Existem características específicas que o gado de corte deve ter. Ele precisa ser calmo, saudável e manso. Seu corpo deve ser robusto e triangular. Nos tempos de hoje, os pecuaristas têm preferência por gados que apresentam pouca gordura. Antigamente, por exemplo, os novilhos deviam apresentar um formato de paralelepípedo. Já agora, os criadores preferem animais com pernas longas e corpo mais musculoso.

O mercado para a Pecuária de Corte é bastante vasto, principalmente no Brasil. Em 2004 o lucro obtido com o corte foi superior a 4 bilhões de reais. O preço é feito pelos grandes abatedouros, que calculam o valor por arroba (uma medida equivalente a 15 quilos).

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!