papeira em ovinos

Papeira em ovinos: como tratar

Guia de Doenças | 20 de outubro de 2016

Todos os animais criados no campo estão sujeitos à ter verminose, principalmente os mais novos. A verminose é muito mais complicada e delicada em ovinos e caprinos pois ela normalmente se apresenta apenas de forma clínica, ocasionando um grande número de mortes, tanto em ovinos novos quanto em adultos.

As verminoses em ovinos acaba por ser pior de ser tratada. Essa espécie já vem apresentando uma maior resistência aos vermicidas. A principal doença que afeta a ovinocultura no país é a verminose. Sem o monitoramento por meio de exames regulares e com as vermifugações aleatórias, aumenta a tendência do aparecimento de vermes cada vez mais resistentes aos produtos químicos.

Prevenção

O pecuarista para prevenir que seus animais tenham verminose, deve fazer a rotação deles em piquetes, onde eles podem ficar por no máximo 12 dias em cada piquete. Sempre deixando pelo menos 35 dias em descanso.

papeira em ovino

Papeira em ovinos

A papeira em ovinos é uma doença causada pela atuação de parasitas. Um dos sintomas mais visíveis da ação dos parasitas é o surgimento de edema na parte inferior da mandíbula do animal, normalmente conhecido como “papeira”.

Os vermes culpados pelo alto número de mortes nos rebanhos são do gênero Haemonchus e do Trichostrongylus. Tais vermes se alimentam do sangue dos ovinos, o que causa o surgimento da anemia, aguda ou crônica.

Os ovinos afetados pela anemia apresentam as mucosas muito pálidas. Os animais mais jovens, ou ovelhas que estão em pré-parto são mais propensos a sofrerem com verminoses.

Tratamento da papeira em ovinos

ovino com papeira

Especialmente formulado para auxiliar no controle de parasitoses de ovinos e caprinos, com ênfase na Haemonchose. O Verm 100 é um medicamento homeopático indicado para controle da verminose em ovinos, este medicamento não possui contraindicações e não deixa resíduos. Monitorar os rebanhos através de exames de fezes, realizando a OPG (ovos por grama de fezes) periodicamente.

O Verm 100 deve ser fornecido via suplemento ou rações de modo constante. Tratar com produtos convencionais apenas os animais que acusaram altas OPG´s. Com o uso constante os tratamentos convencionais serão espaçados.

Os resultados demonstram uma forte tendência aos borregos e cabritos, nascidos de mães que receberam o produto durante a gestação apresentar maior resistência ao parasitismo ao longo de seu crescimento, quando comparados com animais cujas mães não tiveram contato com o produto.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!