Prejuízos causados pela diarreia em Bezerros

Pecuária de Corte | Pecuária de Leite | 14 de junho de 2016

Na bovinocultura brasileira, a diarreia é uma das principais causas de morte de bezerros neonatos, o que acaba por culminar em grandes prejuízos econômicos ao produtor, além de muitos riscos sanitários a todo o seu rebanho.

diarreia-em-bezerrosAs infecções podem ser bacterianas ou virais e são algumas das causas mais comuns da diarreia neonatal. Elas afetam animais graças a epidemias, baixas condições sanitárias, densidade de animais maior que a recomendada, convívio constante de animais recém-nascidos e adultos e instalações úmidas ou desprotegidas da incidência de sol, ventos e chuva. A presença de mofo e contaminantes também é outra das causas da proliferação de micro-organismos que podem facilmente desencadear a doença.

A diarreia em bezerros impede os animais de se desenvolver, se alimentar corretamente e podem causar sequelas permanentes. A doença é geralmente proveniente de bactérias comuns, como a salmonella spp; a escherichia coli, que causa a colibacilose; a clostridium perfringens tipo C, causadora da enterotoxemia hemorrágica ou diarreia hemorrágica; e de vírus, como o rotavírus e o coronavírus. Outra causa comum da diarreia são os protozoários, que podem desenvolver doenças como a coccidiose ou eimeriose, conhecidas por gerar fezes escuras e com a presença de sangue, muco e pus.

Prevenção e tratamento da diarreia em bezerros

Para evitar tais complicações e muitos prejuízos, é indispensável o acompanhamento cuidadoso dos animais, garantindo boas condições de higiene e limpeza das instalações, assim como a incidência de sol e ventilação controlados. O colostro, alimento insubstituível para assegurar o desenvolvimento saudável dos animais recém-nascidos, é outro ponto que não pode ser negligenciado.

No caso de animais doentes, o diagnóstico precoce é a melhor opção para preservar a saúde dos bezerros e de todo o rebanho. A reposição de líquidos e nutrientes e o repouso são os primeiros passos para garantir que o animal se recupere integralmente. Além disso, é fundamental que um médico veterinário seja acionado para examinar, diagnosticar e tratar a doença corretamente.

Juntas, todas estas atitudes te ajudam a garantir a prevenção e o diagnóstico correto de infecções, principalmente nas primeiras semanas de vida dos animais. Isso garante a segurança do seu rebanho, do seu dinheiro e da saúde dos seus animais.

Além de tomar tais precauções, a Real H possui um medicamento homeopático indicado no tratamento curativa e preventivo da diarreia em bezerros e adultos, o Dia 100.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!