Prevenção de Diarreias nas Bezerras da ICH Agropastoril (José Renato Chiari)

Casos de Sucesso | 15 de junho de 2023

Todo bom pecuarista sabe que os cuidados com os animais recém nascidos, os bezerros, nas primeiras horas de vida, vão fazer toda a diferença no potencial produtivo desse animal durante a sua vida toda. Em Morrinhos, GO, na ICH Agropastoril, de José Renato Chiari, vamos demostrar como a tecnologia Real H CMR tem ajudado a evitar uma série de complicações nas primeiras horas de vida.

No escritório da propriedade, a parede lotada de troféus demonstra que estamos  em terras de que entende do que faz. A ICH Agropastoril é um exemplo de genética e de produtividade. A produção de leite chega a 18 mil litros por dia. À frente dos negócios o médico veterinário e pecuarista José Renato Chiari explica que a alta produtividade deve andar junto com a sustentabilidade. E é aí que a Real H se encaixa nessa história.

“Já faz alguns anos que a gente vem trabalhando com a Real H. Eu acho que essa ideia de a gente ter uma produção mais limpa possível, com menos produtos agressivos, redução de antibióticos, vai muito de encontro com a pecuária moderna. Então a gente sempre vai buscando alternativas para ir para esse lado, e ter um negócio mais limpo possível”, diz o produtor.

Um dos momentos onde a tecnologia Real H se faz presente na ICH é nos cuidados com os bezerros recém nascidos. O medicamento utilizado é o Curso Zero, que previne e cura a diarreia. O senhor Manoel é quem lida diariamente com esses jovens animais, e explica porque considera o Curso Zero um dos grandes aliados do seu trabalho.

“Porque antes eu tinha problema demais, no berçário, de diarreia.  Depois que ele surgiu eu não tive problema mais. Muitas vezes, se os outros companheiros trazem uma bactéria lá do bezerreiro, começa um surto, mas logo está eliminado. Antes não havia um preventivo, não tinha nada que a gente dava. Então, os procedimentos que os veterinários faziam já ere depois de estar com o surto de diarreia”, explica o sr. Manoel.

O trabalhado traz dados sobre a quantidade de bezerros que apresentavam diarreia antes da chegada do Curso Zero na propriedade. Embora não chegassem a perder bezerros por conta da doença, cerca de 70% dos jovens animais chegavam a apresentar diarreia. Nesses casos uma equipe de veterinários da propriedade interviam com tratamentos, por vezes com valor elevado, para controlar a doença.  Hoje o índice de diarreia no berçário é de 1 animal a cada 15 nascimentos, ou seja, 6,6%.

O protocolo de utilização do Curso Zero na ICH é preventivo, ou seja, o bezerro nasceu e recebe uma dose de 15ml do medicamento. O Supervisor Comercial da Real H CMR, Itagibes Junior, destaca como o uso preventivo do medicamento contribui para a redução no uso de antibióticos no bezerreiro.

“Não é que tirou 100% [os antibióticos]. Em alguns casos específicos eles ainda usam, mas, no macro é só Curso Zero”, conclui Itagibes.

“Um bezerro que dá diarreia você vai atrasar ele. Você vai perder no mínimo 1@ no final da desmama, você vai perder nele. Porque até ele recuperar aquela desidratação da diarreia [ele] tá perdendo peso”, explica o senhor Manoel.

O empenho com o que o também médico veterinário e cliente Real H, Felipe Chiari, dedica aos trabalhos na fazenda, demonstra que eficiência e sustentabilidade na ICH, já é uma preocupação das próximas gerações.

“Nós estamos com a parte homeopática principalmente na bezerreira, nos recém-nascidos,  já devem fazer em torno de 4 a 5 anos.  A gente gosta muito, não posso tirar do nosso amigo, seu Manoel, nosso colaborador, porque dá um resultado muito bom. Nossos índices de sanidade na questão do bezerreiro são ótimas, diarreia muito baixa, números muito interessantes”, conclui Felipe Chiari.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Institucional Real H 2024 (Completo)

    Entrevista Nair Furrer Matos

    Produtores de Leite das Alagoas Visitam Grupo ACP Filhos e Netos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!