Sodomia bovina é controlada com o uso de homeopatia

Confinamento | Guia de Doenças | Negócios | 24 de maio de 2017

A sodomia é um distúrbio comportamental que se caracteriza quando um animal do mesmo sexo é montado repetidamente por seus companheiros mais fortes e maiores, causando ferimentos, estresse e até mesmo a morte. A sodomia bovina é muito comum entre animais em confinamentos.

As altas temperaturas e os feromônios também interferem na incidência da Sodomia bovina. Combater esse distúrbio é desafiador para os pecuaristas brasileiros, uma vez que ele pode representar altas probabilidades de prejuízos financeiros.

Pesquisa

Em 2008, integrantes do MANERA – Núcleo de Manejo Racional – Ambiência e Bem-Estar Animal da UNESP realizaram um estudo* registrando o comportamento de sodomia, conforme o tipo de animal que realizou a monta e o tipo de animal sodomizado. As categorias foram separadas em inteiros sobre castrados (IC), inteiros sobre inteiros (II), castrados sobre inteiros (CI) e castrados sobre castrados (CC).

Resultados

bn1Foram obtidas as seguintes porcentagens de frequência: 14,80 para comportamentos CI; 18,73 para o grupo CC; 31,12 referente aos II e 35,35 para os comportamentos IC.

Os números mostram que a preferência por terminação, em sistemas intensivos de produção (Rotacionado, Integração Lavoura e Pecuária ILP, Semiconfinamento e Confinamento), desses animais inteiros, estão em crescente e já representaram 47% de todos os machos abatidos em 2015, observamos um aumento de 9% nos últimos anos.

Um dos motivos principais é a diferença no custo de produção. O animal castrado precisa ingerir 15 a 20% a mais de energia que o inteiro para ganhar um quilo de peso, o que significa uma diferença considerável no custo da alimentação. Considerando, então, que o animal inteiro é mais eficiente para ganhar peso, a decisão de castrar ou não pelo pecuarista passa por fatores indiretos como a dificuldade de manejo pela presença de fêmeas, etc. E não se deve esquecer que os animais inteiros, por desempenharem maior ganho, chegam ao peso de abate mais cedo, antecipação de receita financeira e com maior rendimento de carcaça.

Ou seja, animais inteiros apresentaram maior número de montas do que os animais castrados, o que pode representar maior libido e ou dominância dos animais inteiros.

Solução

Uma solução eficaz para esse problema é utilizar a Homeopatia Veterinária. O método atua de forma natural no tratamento do rebanho, reduzindo o estresse dos animais e equilibrando as funções do organismo.

bovino-1Indicação

Para combater o problema de sodomia bovina a Real H desenvolveu a Sodo 100, produto homeopático indicado para o controle da sodomia entre machos bovinos não castrados, reduzindo as montas e o estresse dos animais.

O SODO 100 tem a eficiência da homeopatia, que diminui o estresse do animal, reduzindo a ocorrência de casos de monta entre os bovinos não castrados. O medicamento pode ser administrado a animais em regime de pastagem, semi confinamento ou confinamento.

* COMPORTAMENTO DE SODOMIA ENTRE ANIMAIS INTEIROS E CASTRADOS EM SISTEMA DE CONFINAMENTO

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Institucional Real H 2024 (Completo)

    Entrevista Nair Furrer Matos

    Produtores de Leite das Alagoas Visitam Grupo ACP Filhos e Netos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!