Tristeza Parasitária Bovina: como identificar e tratar

Guia de Doenças | 25 de outubro de 2016

A Tristeza Parasitária Bovina (TPB) é uma doença infecciosa parasitária, tendo como agente etiológico dois parasitas: uma riquetsia do gênero Anaplasma (Anaplasmose) e um protozoário do gênero Babesia (Babesiose).

O choque econômico desta enfermidade está relacionado com a diminuição da produção de carne e leite, gastos com medidas preventivas, quando há a introdução de animais de áreas livres em áreas endêmicas, por causar infertilidade temporária do rebanho bovino.

São parasitas que vivem e se reproduzem dentro das células vermelhas do sangue (hemácias) e que destroem as mesmas a cada ciclo de multiplicação e, por isso, causam anemia intensa nos animais afetados. O vetor mais comum destes parasitas é o carrapato. No entanto a transmissão pode também ser feita pela mosca hematófaga Stomoxys calcitrans, por mutucas e mosquitos.

Normalmente os bezerros estão protegidos pelo leite de colostro, cheio de nutrientes e anticorpos, o que garante a imunidade, um tipo de vacina natural. Depois disso podem ficar doentes ao entrar em contato com os carrapatos.

Sinais clínicos

Sem título0001

Os sinais clínicos apresentados pelos animais afetados pela TPB começam com um quadro de intensa apatia e prostração; as mucosas do olho, boca e vulva apresentam-se intensamente pálidas ou amareladas, indicando anemia ou icterícia, respectivamente; anorexia e emagrecimento; febre alta (acima de 40°C); pelos arrepiados e ásperos; urina com cor de chocolate (hemoglobinúria).

Nos casos de babesia causada pela B. bovis, os animais irão apresentar sinais neurológicos, especialmente relacionados à locomoção, como andar cambaleante, incoordenação, principalmente dos membros posteriores; tremores musculares; agressividade e quedas com movimentos de pedalagem, evoluindo para óbito dentro de 3 dias.

Tratamento

Para se indicar um tratamento adequado contra a TPB é preciso observar alguns pontos:

  • Realizar o diagnóstico precoce da doença. Os animais devem ser examinados constantemente e ao encontrar um bovino doente, todo o rebanho deve ser avaliado de maneira mais criteriosa;
  • Começar um tratamento o mais rápido possível – assim como estabelecer um protocolo adequado de tratamento;
  • Seguir as indicações de bula no que diz respeito à dosagem dos medicamentos e vias de aplicação;

Normalmente as técnicas de controle e prevenção de infestações são realizadas por meio de banhos carrapaticidas que, muitas vezes, apresentam insucesso por causa da resistência desses parasitas aos carrapaticidas convencionais. O que mostra a necessidade de encontrar outras técnicas mais eficazes, a fim de se obter resultados satisfatórios.

1400525066

Homeopatia

Atualmente a prática da homeopatia tem ganho espaço nos programas de controle da Tristeza Parasitária Bovina. A ação do Carrapat 100, no caso dos carrapatos em bovinos, ocorre pelo estímulo das defesas do hospedeiro e age interferindo na alimentação e desenvolvimento dos carrapatos. Desta forma ocorrerá oviposição com eclosão, porém ao longo do tempo, cada vez em números mais reduzido.

É importante salientar que calor e umidade intensos favorecem a eclosão dos ovos e o ataque de formas jovens nos bovinos. Estes ‘‘ataques’’ por vezes são muito intensos e podem superar a capacidade de resistência orgânica dos animais. O fornecimento constante do produto permite obter uma situação de equilíbrio entre a população de carrapatos na propriedade e em decorrência disto também se obtém redução no uso de produtos químicos convencionais, promovendo-se gradualmente um ajuste ecológico e uma diminuição da resistência dos carrapatos às drogas, melhorando sua eficácia quando se tornar necessário seu uso.

Está indicado em propriedades com gravíssimos problemas de resistência e deve ser utilizado como auxiliar dentro de um programa amplo de controle, até que a ecologia da propriedade se restabeleça, quando pode ser associado, em sequência Parasit 100, maior controle de carrapatos e moscas do chifre.

COMENTÁRIOS

Mande sua dúvida!

    PECUÁRIA FORTE TV

    Fazenda Rromy: 50% Menos Tristeza e Controle de Carrapatos com Ectrol MD

    A Revolução da Pecuária Regenerativa: O Papel Transformador da Real H

    Nova Linha H Tech Real H | Conhecendo Alguns Produtos

    MAIS PROGRAMAS
    Estamos a disposição!